Dicas

  • 18/07/2019
  • por Tatiana Bileski

Visite Salvador

A cidade nasceu como protagonista do país: em 1549 foi declarada a primeira capital do Brasil. Claro, a localização era estratégica para os europeus – mas não há dúvida de que as belezas naturais também arrebataram os navegantes. Difícil até hoje não se impressionar com a paisagem das praias do norte, como Itapuã, eternizada por Dorival Caymmi, Vinicius de Moraes e Toquinho, ou mesmo da orla central, onde fica a Praia da Barra, famosa por seu farol. Mais que a natureza, o homem fez de Salvador lugar especial, na beleza das construções históricas, museus, gastronomia e hospitalidade.

Vagar sem pressa pelo Pelourinho, circulando entre museus, ateliês e igrejas do Centro Histórico, é passeio obrigatório. Assim como se aventurar pelos acarajés, abarás e moquecas, sabores fortes que só a Bahia tem.

O que fazer

  • CENTRO HISTÓRICO:

Reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade, preserva até os dias de hoje construções do período colonial. São sobrados, solares, palacetes, igrejas e conventos construídos nos estilos ibérico e barroco, que foram restaurados, mas mantendo suas características arquitetônicas originais.

O Centro Histórico de Salvador compreende a área que vai da Praça Municipal – onde está o Elevador Lacerda – até o Largo de São Francisco, englobando também o Terreiro de Jesus, Pelourinho, Praça Castro Alves e Mercado Modelo. 

Pelourinho

  • FAROL DA BARRA:

Desde o descobrimento do Brasil, a Barra teve importância estratégica para defesa da colônia pelos portugueses. Em 1536, no local onde hoje está o Farol, foi erguido o Forte de Santo Antônio da Barra, que defendeu a cidade de inúmeras invasões estrangeiras.

Farol da Barra

Porém, com a ocorrência de um naufrágio próximo ao Forte no século XVII, se iniciou a construção de um Farol para orientação aos navegantes, que mantém essa função até hoje. Ao longo do tempo, foi se tornando um marco para Salvador, podendo ser visitado internamente de terças a domingo, das 8h30 às 19h.

  • IGREJA DO SENHOR DO BONFIM:

A devoção ao Senhor do Bonfim chegou à Salvador por Teodózio Rodrigues de Faria, capitão de mar e guerra da Marinha portuguesa. Ao enfrentar uma terrível tempestade no oceano, ele fez uma promessa ao Senhor do Bonfim, de que traria uma imagem do santo e a sua fé ao Brasil, caso chegasse vivo em Portugal.

A imagem chegou à capital baiana em 1745, na semana de páscoa, tendo sido colocada na igreja de Nossa Senhora da Penha da França, no bairro de Itapagipe. Porém, a ideia de uma igreja para o Senhor do Bonfim começa a ganhar cada vez mais força, a medida em que crescem também os milagres, romarias e doações feitas a ele

Em 1754 a Igreja foi concluída, localizada na Colina Sagrada no morro de Monte Serrat, um dos pontos mais altos de Salvador. A celebração ao Senhor do Bonfim acontece na primeira quinta-feira após o dia de Reis, percorrendo o trajeto da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia até o Bonfim.. 

As "fitinhas" do Senhor do Bonfim surgiram em 1792, aproximadamente. Como possuíam o tamanho da medida do braço da imagem do Senhor do Bonfim, .ram chamadas de “medidas”. Feitas de tecidos nobres, traziam frases e imagens do santo e representavam um "pedaço" do santo aos devotos visitantes.

Praias

  • PORTO DA BARRA:

É uma das mais conhecidas da cidade. Pequena e cercada por fortes e diversas igrejas, possui águas claras e calmas, ótimas para o banho. Proporciona uma visão para a Baía de Todos os Santos, sendo o local ideal para assistir o pôr-do-sol, acompanhado por uma água de coco.

  •  FAROL DA BARRA:

Oferece diversas opções naturais de diversão. Os arrecifes próximos ao Farol são ótimos para o mergulho e ao lado do Cristo Redentor é o local ideal para a prática do surf. Já as piscinas naturais que se formam na maré baixa por toda a extensão da praia são convidativas ao banho. O calçadão possui uma excelente estrutura ao turista, contando com inúmeros hotéis, bares e restaurantes.

  • ONDINA:

Uma das mais frequentadas de Salvador, seus recifes que formam piscinas naturais, deixando o mar bem calmo, ideal para o nado ou mergulho. Possui muitas opções de hotéis e barracas de praia e o calçadão conta com quadras esportivas, sendo também um bom local para caminhadas.

  • RIO VERMELHO:

Funciona como atracadouro para os pescadores locais. Formada por pedras, é dividida em outras pequenas praias. No dia 2 de fevereiro é de onde partem os barcos cheios de oferendas em homenagem à Iemanjá.

Possui uma agitada vida noturna, sendo um ótimo local para degustar os acarajés nos diversos quiosques das baianas.

  • AMARALINA:

Praia de ondas fortes, possui um extenso calçadão para caminhadas e corridas, além de diversas barracas para degustação do acarajé. A pesca esportiva é liberada nas suas águas.

  • PITUBA:

Localizada em um dos bairros mais populosos de Salvador. é bem movimentada e bastante frequentada pelos moradores do local. Com ondas fortes, é ótima para caminhadas e possui um ótimo local para banho próximo de onde os pescadores guardam seus barcos.  

  • JARDIM DE ALAH:

Praia de mar agitado, areias amareladas e um extenso coqueiral, é muito movimentada pois sua orla oferece inúmeras atividades, barracas e quiosques, aulas de dança, além de receber várias festas no verão.

  • ARMAÇÃO:

Com fortes correntezas e muitas ondas, é bastante procurada pelos surfistas, porém fica praticamente deserta na maior parte do ano, em função de não ser muito propícia para o banho. Em seu entorno há muitos hotéis, restaurantes, centro de convenções e um shopping.

  • PRAIA DOS ARTISTAS:

Recebeu este nome por ter sido muito frequentada por artistas como Caetano Veloso e Gal Costa, nos anos 70. Possui ondas fortes, mas conta diversas barracas, sendo bem movimentada.

  • CORSÁRIO:

É ideal para o surf, por suas ondas fortes, ou para a prática de esportes como futebol e frescobol. Nesta praia se localiza o Parque Metropolitano de Pituaçu, uma área de proteção ambiental que além de possuir uma linda paisagem, conta com ciclovia e pista para corridas e caminhadas.

  • JAGUARIBE:

É uma das praias mais movimentadas de Salvador durante o ano todo. Conta com grande estrutura de barracas por toda  a orla que servem comida típica. Suas águas são ótimas para a prática do surf e windsurf, mas também há muitos praticantes de vôlei e futebol de areia.

  • PIATÃ:

Possui uma bela paisagem, formada por águas calmas, coqueiral, areia amarelada e dunas. Conta com uma boa estrutura de barracas. Muito frequentada por moradores e turistas, ficando lotada nos finais de semana, é boa para banho e prática de esportes náuticos.

  • ITAPUÃ:

A mais famosa praia de Salvador, realmente é dona de uma paisagem belíssima. Tem águas verdes, pedras, coqueiros, piscinas naturais e areias claras, além do farol. Possui também pescadores e jangadas, sendo procurada para a prática de windsurf.

Conta também com diversas barracas que servem petiscos da comida típica baiana e batidas de frutas da região.

  • STELLA MARIS:

É uma das praias mais movimentadas e badaladas. Tem ondas fortes e recifes, sendo muito visitada pelos praticantes do surf e bodyboard, mas também possui trechos protegidos por pedras que, na maré baixa, formam piscinas naturais. Suas dunas atraem os adeptos do sandboard

Conta com uma grande estrutura de barracas que à noite promovem festas, reunindo moradores de Salvador e da região Metropolitana.

Salvador